Patrono

Antonio Lins Ribeiro Guimarães

Nasceu em 09 de dezembro de 1885 na cidade de Escada, Estado do Pernambuco. Filho de Antonio Ribeiro Guimarães e Ana Barreto Ribeiro Guimarães.

Aproximadamente em 1910, quando estava com quase 25 anos de idade, Antonio Guimarães como era conhecido, veio para Santa Bárbara d' Oeste, Estado de São Paulo, onde passou a ser funcionário da Companhia de Estrada de Ferro e Agrícola de Santa Bárbara (a Usina Santa Bárbara). Na empresa barbarense ele exerceu a função de contador.

Antonio Lins Ribeiro Guimarães casou-se com Afrina Silveira Lins Guimarães, nascida na cidade paulista de Araraquara. O casal teve 5 filhos, todos nascidos em Santa Bárbara d'Oeste, Estado de São Paulo: Maria do Carmo Guimarães (Carminha), Antonio Ribeiro Guimarães (Toninho), José Silveira Guimarães (este viveu por apenas dez meses), Maria José Guimarães (Zezé) e Luiz Carlos Silveira Guimarães.

Um detalhe importante na vida de Antonio Guimarães é que ele nunca jogou futebol, mas era apaixonado pelo esporte. Em eleição secreta que aconteceu durante uma reunião realizada em 29 de junho do ano de 1920, ele foi eleito presidente da diretoria executiva do União Barbarense. Sua posse como presidente do clube já com a denominação definitiva - União Agrícola Barbarense Futebol Clube - verificou-se em 04 de julho de 1920, tendo comandado o clube, que em breve se instalaria nos altos da Rua 13 de Maio, até 20 de agosto de 1931, só deixando o cargo por motivo de saúde. Neste espaço de tempo, Antonio Guimarães teve dois breves períodos de descanso na presidência unionista, mas, em razão de problemas administrativos que surgiram, teve que retomar todo o comando do clube alvinegro barbarense, isso nos anos de 1926 e 1929.

Em seu primeiro mês como presidente, foi Antonio Guimarães quem reivindicou junto à diretoria da Usina Santa Bárbara uma área para a construção de um campo de futebol para o time do União, que, enfim, ganhou o seu estádio. Com a doação da área, acabou surgindo um "vínculo de gratidão" com a empresa, tendo sido introduzido o "Agrícola" na denominação final e oficial da agremiação alvinegra barbarense.

A inauguração do estádio unionista aconteceu na tarde do dia 22 de maio de 1921, com muita festa e o jogo de seu time principal contra o clube Concórdia, de Campinas, amistoso vencido pelo União Agrícola Barbarense F.C. pelo placar 3 gols 1.

O falecimento do patrono unionista deu-se em 31 de outubro de 1931 em Santa Bárbara d'Oeste, onde foi sepultado no Cemitério Campo da Ressurreição (central). Sua esposa, Afrina, faleceu em 1963 e está sepultada no mesmo cemitério.

O estádio unionista só foi batizado alguns anos após o falecimento de seu grande presidente Antonio Lins Ribeiro Guimarães. O nome dele, de forma abreviada, "Antonio Guimarães", foi oficializado para denominar a "Praça de Esportes" no ano de 1938, na gestão do presidente Benedito Lopes Teixeira.

Antonio Guimarães tem seu nome gravado na história unionista e também inserido na letra do Hino Oficial do clube, no trecho seguinte: "Salve, salve, União Barbarense, um orgulho de pais e de mães, tens um nome gravado na história, teu patrono, salve Antonio Guimarães".


Fonte: João José Bellani – Jornalista e historiador do esporte barbarense
Foto: CEDOC/Fundação Romi

TimesPV
16 BAR 23 6
17 CAP 22 5
18 RPR 19 4
19 MOG 17 5
20 UAB 13 4
CLASSIFICAÇÃO COMPLETA
CAP Capivariano
6x0
União Barbarense UAB
23/04/2017 (domingo) - 16h00 Arena Capivari
UAB União Barbarense
0x4
XV de Piracicaba XV
15/04/2017 (sábado) - 16h00 Estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães
TABELA COMPLETA
Cromatic Agência Digital